3321-2243 | 3321-2443
Av. Maurício Cardoso, 88
Erechim | RS

X
play

DIFUSÃO FM

Flash Back

play

DIFUSÃO AM

Mensageiro Gaúcho

Notícias

24/03/2018

Três em cada dez aposentadorias por invalidez são canceladas após perícia

Compartilhe


Três em cada dez aposentadorias por invalidez são canceladas após perícia, segundo informou o Ministério do Desenvolvimento Social.





De 1º a 21º de março, segunda etapa do pente-fino do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), foram feitas 69,7 mil perícias, com 19,4 mil benefícios cortados (28%). Entre os motivos apontados pelo ministério para o cancelamento dos benefícios estão indícios de irregularidades (veja alguns casos mais abaixo).







Aposentadorias por invalidez




















Perícias de 1º a 21 de março 69.703
Benefícios cortados 19.488
Benefícios mantidos 50.215




Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social








"Se multiplicam no país vários exemplos de irregularidades, já que cerca de 28% dos benefícios já revisados foram cancelados em função de pessoas estarem recebendo um benefício indevidamente", afirmou ao G1 o secretário-executivo do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame.





Na primeira etapa do pente-fino, de agosto de 2016 a fevereiro de 2018, foram realizadas 10 mil perícias de aposentadoria por invalidez, com 1,7 mil benefícios cancelados (17,3%) e 8,3 mil mantidos.





Na aposentadoria por invalidez, passam pela avaliação médica beneficiários com menos de 60 anos de idade que estão há dois anos ou mais sem realizar perícia. Ficam de fora as pessoas com mais de 60 anos e quem tiver 55 anos com benefício há pelo menos 15 anos.





O pente-fino nos benefícios pagos pelo INSS envolve as aposentadorias por invalidez e os auxílios-doença. O programa de revisão começou em agosto de 2016, e a segunda fase teve início em 1º de março.



 



Do G1



Mais notícias