Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais
PUBLICIDADE

Pronera abre inscrições para cursos superiores gratuitos

Publicado 31/01/2019 às 08:34

Cursos são oferecidos para beneficiários do Programa Nacional de Educação para Áreas de Reforma Agrária (Pronera)  Crédito: Dolisete Levandoski/Divulgação/UFFS)

Estão abertas as inscrições para os processos seletivos especiais de dois cursos superiores gratuitos ofertados para beneficiários do Programa Nacional de Educação para Áreas de Reforma Agrária (Pronera). São 50 vagas para o curso de Agronomia (Bacharelado), no município de Pontão (RS), e outras 50 para o curso de História (Licenciatura), em Veranópolis (RS).

As graduações são fruto de parcerias feitas pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim. Para o curso de História, com Instituto Técnico de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (Iterra); e para o de Agronomia, com o Instituto Educar. Os dois projetos são financiados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que é o órgão responsável pela execução do Pronera.

QUEM PODE SE INSCREVER

Curso de Agronomia
– População jovem e adulta das famílias beneficiárias dos projetos de assentamento criados ou reconhecidos pelo Incra e do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNFC), de que trata o § 1º do art. 1º do Decreto Nº 6.672, de 2 de dezembro de 2008;
– alunos de cursos de especialização promovidos pelo Incra;
– professores e educadores que exerçam atividades educacionais voltadas às famílias beneficiárias;
– demais famílias cadastradas pelo Incra.

Curso de História
– Professores em exercício nas escolas do campo da rede pública com ensino médio concluído e que não tenham formação de nível superior;
– outros profissionais da educação com atuação na rede pública em escolas do campo que tenham o ensino médio concluído e ainda sem formação de nível superior;
– professores e outros profissionais da educação que atuem nos centros de alternância ou em experiências educacionais alternativas de educação do campo que tenham o ensino médio concluído e ainda sem formação de nível superior;
– jovens e adultos que desenvolvam atividades educativas não-escolares nas comunidades do campo e que tenham o ensino médio concluído e ainda sem de nível superior;
– jovens e adultos beneficiários de projetos de assentamento criados ou reconhecidos pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNFC).

REGIME DE ALTERNÃNCIA
Os cursos funcionam em regime de alternância, com aulas divididas em Tempo Comunidade e Tempo Universidade.

INSCRIÇÕES
Curso de Agronomia
As inscrições para o processo seletivo devem ser realizadas por e-mail até o dia 17 de fevereiro, mediante encaminhamento dos documentos solicitados no Edital Nº 1218/GR/UFFS/2018. Para acessá-lo, clique aqui.

Curso de História
As inscrições devem ser realizadas até o dia 20 de fevereiro, presencialmente ou por meio de procuração simples, das 8h às 12h e das 14h às 17h, na sede do Iterra (Rua Princesa Isabel, Nº 373, Veranópolis/RS). É preciso preencher uma ficha de inscrição e também apresentar a documentação que consta no Edital Nº 3/GR/UFFS/2019. Para acessá-lo, clique aqui.

PROCESSOS SELETIVOS
Curso de Agronomia
– Primeira etapa: é constituída por uma prova objetiva, de caráter eliminatório, com 50 questões. Abrange conteúdos de português, biologia, matemática e química, correspondente ao ensino médio, além de temas sobre a educação do campo, a realidade local e estratégias de desenvolvimento sustentável da região. Este exame é aplicado na UFFS – Campus Passo Fundo.
– Segunda etapa: os primeiros 80 colocados estarão classificados para a segunda etapa, composta por dois momentos pedagógico-avaliativos. Esta fase, de caráter classificatório, é desenvolvida ao longo de 14 dias ininterruptos de estudos, avaliações e vivência entre os candidatos.

Curso de História
O processo seletivo será em uma única etapa, composta por duas provas: a discursiva, que visa avaliar a capacidade de sistematização, de síntese e de argumentação; e a prova objetiva, com 50 questões de conhecimentos gerais sobre a questão agrária (20 questões), História (20 questões) e Educação do Campo (10 questões).

 

PUBLICIDADE