Em ótima companhia em qualquer lugar
Rádio Difusão, a sua melhor escolha
Sintonize conosco e fique por dentro de tudo
Ouça os melhores lançamentos musicais

Erechim comemora um ano da Incubadora Tecnológica

Publicado 16/10/2019 às 04:16
Sede da Incubadora Tecnológica de Erechim | Foto: Prefeitura de Erechim/Ascom

Sede da Incubadora Tecnológica de Erechim  |  Foto: Prefeitura de Erechim/Ascom

A Incubadora Tecnológica de Erechim completa, nesta sexta-feira, 18, o seu primeiro aniversário. Criada com o objetivo de dar suporte a novos empreendedores e fomentar o crescimento do Município atualmente conta com oito empresas empresas incubadas. São elas Agio Assistência, Aljin Pergunte ao Gênio, Eng & Tech Automação, Enliber, Hookapp, Mobile, Sync House e Vieng Projetos.

Também fazem parte do time, as empresas-âncora Cavaletti Cadeiras Profissionais, Creral Telecom, Dataware Software e Sicredi Uniestados. E duas que foram incubadas já foram elevadas ao status de empresas graduadas: a First Lean Automation e a Pluviam Tecnológica.

De acordo com o chefe da Divisão das Cadeias Produtivas Locais e gestor da Incubadora Tecnológica, Diego Luís Andretta, a meta para 2020 é torná-la ainda mais atrativa. “Estão sendo trabalhados convênios com instituições de ensino, dentre as quais já demonstraram interesse a FAE, IFRS, UERGS e UFFS. E um convênio com a Câmara de Dirigentes Logistas (CDL Erechim) está sendo discutido para a formação do espaço Inove. A ideia é promover o desenvolvimento de atividades de inovação para o comércio local”, enumera. “A previsão é que no início do ano sejam lançados os editais para os respectivos convênios, bem como para a captação de mentores. São profissionais das mais diversas áreas que indicarão o melhor caminho a ser seguido pelos projetos alocados na incubadora.”

Andretta ainda reforça que está prevista uma alteração legislativa para tornar o espaço mais atraente, sem os atuais limites de vagas e, principalmente, com a redução dos custos de manutenção para as empresas incubadas. Ele diz que o modelo vigente tem dificultado a permanência de algumas empresas por ter se demonstrado muito oneroso no início.

PUBLICIDADE